A Política de Cabo à Rabo

# Vacina Já!

A política brasileira vai de cabo à rabo com uma mentalidade do XIX, que ainda reina nas cabeças de certas pessoas e com um capitão Australopithecus no poder.

Como é possível, chegarmos a quase 200.000 mortos, vítimas da Covid-19, e até agora não temos nenhuma vacina aprovada pela Anvisa e nem planejamento ou um cronograma definido pelo Ministério da Saúde?

Cadê a eficiência de logística do senhor ministro da saúde, o general “Palerma-zuello”?

Segundo, o professor, Rodrigo Leite, em um de seus sarcasmos inteligentes, escreveu em seu Facebook que: ” O governo vai demorar um ano para comprar essas seringas e quando comprar, a vacina vai ser de gotinhas”.

Nesse caso, tendo a acordar com Leite, este é o governo dos palermas. Porque tudo neste governo anda em passos de tartaruga e tudo que é de ruim, não é responsabilidade do governo, mas sim, segundo a fala do presidente, é culpa da imprensa, do coronavírus e do comunismo que não os deixa governar.

Parece que, esse governo, tem problemas cognitivos de compreensão e não entende que, sem uma vacina aprovada e sem um cronograma imediato, não há segurança e nem futuro promissor de nada para o povo brasileiro. Ou seja, estamos caminhando no escuro.

Enquanto isso vem acontecendo no Brasil, aqui na América do Sul, o Chile e a Argentina já começaram com a vacinação e o Reino Unido, já engata mais outro segundo tipo de vacina para agilizar no seu processo de vacinação.

Isso, sem falar nos demais países europeus, asiáticos e caribenhos que também estão imunizando suas populações.

Essa postura do governo perante a pandemia desde o início e seu negacionismo com a ciência, só mostra o seu desinteresse e sua insensibilidade com a causa do povo que é logicamente sanitária e socioeconômica.

E agora, sua ineficiência e sua incapacidade de governo, fica cada vez mais nítida. O capitão Australopithecus e seu bando, vêm sempre tentando sabotar de todos as formas os meios de proteção a vida, como o isolamento social, o uso de máscaras e o atraso com aprovação da vacina.

E ao mesmo tempo, formentam instabilidade, descrédito e desconfiança no âmbito da sociedade com a vacina e com os institutos que são responsáveis pela sua produção.

Também não está dando a devida importância à um planejamento eficaz a partir de uma campanha sólida de vacinação provindo do Ministério da Saúde em conjunto e em apoio aos institutos científicos como o Butantã e a Fiocruz.

Com estes aspectos negligentes e até criminosos do governo federal, logo deixam os governadores estaduais e prefeitos entre a cruz e a espada e andando em cordas bambas sem saber muitas vezes que direção tomar.

Isso sem sombra de dúvida, é um desrespeito a história centenária de trabalhos e pesquisas desses Institutos, que têm uma relevância política, social e um grande legado histórico na área científica de saúde e de contribuição para toda a América Latina.

Penso que, o Brasil, já está pagando um preço muito alto por essas irresponsabilidades arcaicas desse governo.

Para complicar, o capitão Australopithecus, ainda gagueja no assunto de economia, incorrendo numa incompetência pantagruelica e na irresponsabilidade em dizer que: ” Não consegui fazer nada porque o Brasil está quebrado”…

Declaração esse, que desinforma e só afugenta mais e mais investidores colocando-os numa insegurança e numa incerteza financeira nos setores do mercado interno brasileiro.

É verdade, o Brasil, tem déficit sim! E problemas econômicos sérios, mas é algo que tem saída. Com uma boa gestão e competência administrativa, econômica e de planejamento, não é nada impossível que não se possa resolver.

Infelizmente, este Paulo Guedes, ministro da economia, está perdido e não sabe para onde ir, porque nunca teve projeto algum para o país no sentido economicamente de política pública de Estado.

As circunstâncias, só comprovam claramente que, Guedes, não passa de um barco sem leme, à deriva e furado neste marasmo crítico.

Segundo economistas e estudiosos que indagam: Como é que o Brasil está quebrado tendo aproximadamente US$ 350 bilhões de reservas cambiais?

E nem vamos entra na questão dos títulos do tesouro, que podem ser e é usados como um meio para o equilíbrio fiscal. Assim, o governo tenha estratégias econômicas e saiba trabalhar e negociar com inteligência com as finanças do Estado.

Na realidade, o Brasil ainda não está quebrado, mas vai quebrar logo logo se esse Jair “Bolso-burro” e sua turma continuar no exercício de governo do país.

Então, parafraseando um episódio do Chaves, na escolinha do professor Girafales, podemos dizer para essa turma que está na presidência da República em alto coro: “Burrooooooos… Dá zero pra eles!”…

(Meu Deus! Que gentalha é essa no poder?)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s