O Fim da Ópera Desafinada

Hoje é o último e grande dia inesperado, o fim da ópera desafinada! Alguns se alegram, outros choram de nostalgia.

E eu, não sei que sentimentos me tomarão de acordo com as circunstâncias. Depois das quatro estações tão mal tocadas de Vivaldi entre a quinta sinfonia de Beethoven. Confrontos, tensões de pan, pan, pan, pannnn…

Simplesmente, sons e ruídos tenebrosos, que realmente até assustam, mas não matam. São melancolias obscuras, assombrosas e tempestuosas da partitura de Wagner.

“Nitschedamente” são filósofos alemães entre anglo-saxônicos ou somos brasileiros tentando falar o inglês na dialética, o grego.

Dois duetos furiosamente executados, nos mais variados guetos dos simpatizantes das intrigas dos afãs das notas em pauta que não se casam para um fim sonoro de ritmos melódicos fazendo a verdadeira desarmonia da música horrorosa da banda.

Será que não houve um turno de noite regente da sinceridade? Nenhuma pausa para reflexão em favor da união do bem comum?

Quais foram as notas do andamento que estávamos errando para não se chegar a um tom certo?

Somos ridículozamente bemóis quando estamos agradando e, em outras ocasiões somos considerados um diabo de um sustenido “semitonando” como atrapalho nas composições alheias que desagradam os ouvidos e as vontades e os pensamentos sutis pela ignorância “abjeta” dos seres.

Tornamos muitas das vezes, nas execuções dos instrumentos, míseros músicos surdos por valorizar composições tão mesquinhas que não acrescentam absolutamente em nada para harmonia humana que possa ser afinados em sons de amizades fraternas no tocante de uma bela peça de música que proclame a paz.

Acordei, e já entendi que tudo não passou de um sonho em horas de pesadelos pelas madrugadas durante esses quatro anos de faculdade em minha vida. Pois, o teatro da ópera desafinada já foi assistido e aplaudido, a banda dos “esmeros” também já passou…

No entanto, vejo na percepção da dinâmica da história, que tudo isso são experiências válidas e saio delas fortalecido, comprometido sempre em fazer o melhor como futuro profissional docente da educação.

Mas também, engajado constantemente no tocar dos sons como instrumento de luta pelo social e pela defesa da vida que é a graça e arte-dom de Deus para toda humanidade.

Entretanto, em algumas coisas que fiz, não me arrependo. Faço das palavras da grande intérprete e cantora Edith Piaf as minhas, em uma canção que diz: “Non! rien de rien, Non! je ne regrette rien. No le bien qu’on m’a fait Ni le mal, tout ça m’est bien égal!…”


Noite de Gala

Ontem a noite foi esplêndida na Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Caruaru (FAFICA), com a cerimônia de formatura dos concluintes de 2018.2 dos cursos de licenciatura em História, Filosofia, Pedagogia, Letras e outros.

Noite maravilhosa cheia de emoções e homenagens que nos fez sentir honrados em participar com todos os formandos na Colação de Grau.

Sei que, daqui para frente, temos um longo caminho à trilhar, pois os tempos não estão fáceis e os desafios ainda são mui grandes na Educação Brasileira.

Mas não desistiremos de levar a bandeira da Educação como um fim social e humanizador transformando vidas através da História conscientizando e sensibilizando o ser e os seres.

De acordo com Freyre, o saber deve ser como um rio, cujas águas doces, grossas, copiosas, transbordem do indivíduo, e se espraiem, estancando a sede dos outros.

Pois para Freyre, sem um fim social, o saber será a maior das futilidades.

Então, fundamentado nesse aspecto, podemos sentir o peso da responsabilidade do que juramos perante as autoridades acadêmica e a sociedade, que é o ofício de ensinar.

Comprometidos sempre com a ética profissional na busca incondicional do amor pelo próximo plantando sementes de solidariedade humanitária como agente que transmita essência e respeito pelo bem comum (a vida).

Caruaru, 20 de dezembro de 2018

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s