O Brasil “tira-dentes”

Fonte: Foto, mercado livre.com.br. “Moeda 5000 Cruzeiros comemorativa ao Centenário da Inconfidência Mineira *1746 – 1792 Flor de cunho cunhada em 1992.”
Mas a final,
Tiradentes se foi...
Nenhum dente
De ouro ou de prata
Na sua boca ficou
Só história sobrou
Mártir o tornou
A monarquia caiu
Só não os das elites!
Com seus requintes
E suas mordomias

O tempo passou...
E agora, Joaquim?
Será que o Brasil mudou?
Ou não será
Que neste país da Corte
Não existem ainda hoje,
Muitos Manuéis
Josés e Marias
Silvas e "Xaviéis"
Também não sendo
Pisados e enforcados?

Por uma elite política
Sem razão de ser o rei
Em tempos de República
Mas que, cobiçam viver
Como coroa pesada
Na cabeça de um rei

A peso de um quinto
A peso de um maldito
Coitado, desgraçado suor
Dos pobres arrasados
Dos Santos Beneditos

Neste desgoverno
À moda "portuguesa"
Que "corda-navalha"
O pescoço da Nação
Gerando a convulsão
Para o filho sem sorte
Salivando fuzil à morte
Ao quinto dos infernos?

E outros, índios, negros e pobres
Não sendo asfixiados por lordes
Ao nó "lorde dá gravata"
Com violência covardia
À plena luz do meio-dia
Fazendo uma bravata?

Ou ainda "tira-dentes"?
Para que, os inocentes
E as línguas veementes
Entes, quentes e dentes
Não mordam ardentes
As línguas que mentem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s