A era da ira dos ismos

Não está sendo fácil
Viver e conviver no “mundo dos homens”
Que se perdem pelas suas próprias contradições
Em câmera lenta
Dos celulares, gestos, luzes e ação
Filmam, gravam, registram e revelam
Virando notícias, em redes sociais,
em TV’s e em letras de jornais
O filme real da vida quadrada
As tristes imagens
Ainda na cor de preto e branco
Violência e crimes
Veias abertas
Que já se romperam
Há vários séculos
Tumbeiros negreiros
Mortes e naufrágios
Manchando mares azuis de sangue
Escorrendo rios negros de sangue
Pela terra
Lágrimas negras de sangue
Sangue e sangue…
No século XXI
A ignorância e o preconceito Continuar lendo